JOAQUIM NABUCO | Ser Educacional
21 Novembro
DOL
As 10 perguntas mais frequentes sobre as avaliações DOL
Por Deborah Gwendolyne

Se você tem dúvidas referentes as avaliações de DOL pode tirá-las conferindo o nosso guia FAQ.  As questões, assim como suas respostas seguem em anexo. 

Confira as 10 dúvidas mais frequentes sobre as avaliações DOL.

 

Anexo: 
21 Novembro
EVENTO
Alunos participam de I Feira de Qualidade de Vida
Por Jesse Barbosa

A coordenação do Curso Superior de Tecnologia convida você a participar da I FEIRA DE QUALIDADE DE VIDA UNINABUCO PAULISTA, evento promovido pelos alunos do 4° Período Manhã do curso de RH.

Teremos palestras sobre:

Alimentação saudável do trabalhador;

Combate ao Estresse;

Segurança do Trabalho;

Saúde Financeira (Gestão de Finanças Pessoais).

 

Local: UNINABUCO PAULISTA (BLOCO A)

Data: 24/11/2017

Horário: 09:30 às 11:30 hs.

Docente responsável: Profª Rebecca Cisne.

Evento aberto a comunidade e alunos.

OBS: As palestras são de 30 min. cada - Os alunos da IES que participam recebem 3 hs de cada palestra.

 

Inscrições (GRATUITAS) na Recepção de Coordenação de Curso

Atenciosamente,

Prof. Jessé Barbosa de Araújo

21 Novembro
PALESTRA
Alunos podem participar de palestra sobre Novembro Azul
Por Pedro Barboza

A UNINABUCO Paulista estará realizando mais uma ação de responsabilidade social, trata-se de uma palestra sobre a importância do combate ao câncer de próstata.

O evento acontecerá dia 29 de novembro, das 17h às 18h30, no auditório do bloco C. No ato da inscrição é necessário doar um brinquedo para a campanha Natal Solidário. Participe!

 

20 Novembro
MATÉRIA
Direito inclusivo na educação
Por Maria Amélia

Inúmeras são as ações propostas pelo Órgão Ministerial para garantir a educação especial inclusiva, a exemplo da ação civil pública do Ministério Público do Rio Grande do Sul que motivou o seguinte julgado:

EMENTA: AÇÃO CIVIL PÚBLICA. DIREITO DO ADOLESCENTE AO ATENDIMENTO EM ESCOLA ESPECIAL E TRANSPORTE DE QUE NECESSITA. PRIORIDADE LEGAL. OBRIGAÇÃO DO PODER PÚBLICO DE FORNECÊ-LO. BLOQUEIO DE VALORES. CABIMENTO. 1. Os entes públicos têm o dever de fornecer gratuitamente o atendimento especial e o transporte de que necessita o menor, cuja família não tem condições de custear. 2. A responsabilidade dos entes públicos é solidária e a exigência de atuação integrada do poder público como um todo, isto é, União, Estados e Municípios para garantir a saúde de crianças e adolescentes, do qual decorre o direito ao fornecimento de ensino especial, está posto no art. 196 da CF e art. 11, §2º, do ECA. 3. É cabível a antecipação de tutela quando ocorre a presença das hipóteses do art. 273 do CPC. 4. É cabível o bloqueio de valores quando permanece situação de inadimplência imotivada do ente público, pois o objetivo é garantir o célere cumprimento da obrigação de fazer estabelecida na decisão judicial. Recurso desprovido. (SEGREDO DE JUSTIÇA) (Agravo de Instrumento Nº 70034910448, Sétima Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Sérgio Fernando de Vasconcellos Chaves, Julgado em 12/05/2010).

 

Para mais informações do artigo, clique aqui.

 

20 Novembro
CONSCIÊNCIA NEGRA
20 de Novembro: Dia Nacional da Consciência Negra
Por Hesdras Oliveira

O dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro e representa a luta dos negros contra a discriminação racial.

A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações que sucederam a época de escravidão sofreram diversos níveis de preconceito.

A data foi estabelecida pelo projeto Lei n.º 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, somente em 2011 a lei foi sancionada (Lei 12.519/2011) pela presidente Dilma Rousseff.

História do Dia da Consciência Negra

As diversas nações africanas não se reconheciam como negros, e sim como Bantos, Haúças, Niams, Fulas, Kanembus, etc.  Os primeiros africanos trazidos para o Brasil como escravos chegaram aqui em 1532. A abolição do tráfico negreiro deu-se em 1850, pela Lei Eusébio de Queiroz. Após a abolição formal da escravidão no dia 13 de maio de 1888, a busca da "liberdade" e da igualdade por direitos dos negros jamais cessou. O sentimento de discriminação sentido por todos os lados tornou o negro excluído da sociedade, da educação e assim, marginalizado no mercado de trabalho.

Essa exclusão foi aos poucos se diluindo. O negro encontrava lugar nos esportes e artes, mas não tinha acesso à universidade, por exemplo. Deste modo, a população negra optou por uma celebração simbólica dessa luta constante para sua libertação.

A criação de um dia comemorativo da Consciência Negra é uma forma de lembrar a importância de valorizar um povo que contribuiu para o desenvolvimento da cultura brasileira.

Neste dia 20 de Novembro, pedimos Paz e Respeito, pois o sangue negro corre nas veias de todo o povo brasileiro.

 

#20deNovembro  #ConsciênciaNegra

20 Novembro
ENADE
Confira a lista dos alunos que foram destaque no ENADE 2017.2
Por Maria Amélia

A Uninabuco - Recife parabeniza a todos os alunos do curso de Direito que foram destaque no ENADE 2017.2. Confira a lista:

Anderson Leonardo Da Silva- 8 ° período (1º lugar)

Arinaldo Silva Do Nascimento-8 ° período (2º lugar) 

Jefferson Silva Rodrigues- 7° período  (1º lugar)

Beatriz Harten De Medeiros Pinto- 7° período, (2º lugar)

20 Novembro
FEIRA
I Feira De Negócios Universitários acontece nesta quarta-feira (22)
Por Jesse Barbosa

Nesta quarta-feira (22), acontece a I Feira de Negócios Universitários, promovido pelos cursos CST´s em Logística e Gestão de Recursos Humanos. O evento acontece das 19h às 21h30.

Na ocasião, serão vendidos diversos produtos, além de uma gastronomia excelente preparada pelos próprios alunos, disponível aos visitantes.

 

20 Novembro
LOGÍSTICA
Conheça os três pilares da Logística
Por Jesse Barbosa

Operações com foco apenas no serviço ao cliente acabam atuando na "zona de conforto" dos estoques elevados e altas despesas operacionais. Por outro lado, organizações que priorizam somente baixas despesas acabam por oferecer um atendimento pobre, aquém das necessidades do negócio.

Em ambos os casos, erros fatais com consequências graves. Vivemos uma realidade que exige cada vez mais uma logística conectada, rápida, colaborativa e rastreável.

E para ter uma logística vencedora, líderes devem inspirar suas equipes a buscar diariamente o equilíbrio nos três pilares abaixo.

-Excelência no nível de serviço aos clientes;

-Otimização dos níveis de estoque;

-Redução contínua nas perdas e nos custos totais de distribuição.

-Alcançar sustentavelmente grandes resultados nestas três perspectivas é o que faz realmente a diferença. É um desafio enorme que deve nortear a Governança dos Processos na Supply Chain desde sua estratégia até a execução.

Você concorda? Ou vê pilares estratégicos diferentes na logística?

Texto Extraído

 

20 Novembro
LOGÍSTICA
Brasil X EUA: quais as principais tendências em Gestão de Frotas?
Por Jesse Barbosa

A adoção de tecnologia de ponta para gestão de frotas no Brasil não para de crescer, mas ainda estamos muito atrás dos EUA. Com apenas 8% do mercado utilizando sistemas de gestão de frota – contra os 40% de penetração nos EUA –, é fácil entender a origem do maior custo operacional aqui.

Por conta dessa crescente, a influência da tecnologia no setor logístico e com 2017 chegando ao fim, esse é o momento de refletirmos sobre o que esperar para os próximos anos, tendo em vista o amplo mercado que temos para explorar e, principalmente, nos atualizar e modernizar.

Se compararmos o cenário logístico brasileiro com o dos EUA veremos que o mercado "lá fora" é muito mais competitivo e, por isso, mais frotas usam sistemas de gestão. Pesquisas como a do portal de estatísticas alemão, Startisa, reafirmam esse cenário ao mostrar que o mercado norte-americano possui mais de 140 milhões de carros comerciais, sendo que 40% são rastreados e monitorados. Aqui no Brasil, temos uma frota de aproximadamente sete milhões de veículos e esse ganho de eficiência está começando agora.

A Cobli, startup especializada em gestão de frotas, telemetria e roteirização, aponta que os EUA são referência mundial no gerenciamento de frotas. Isso se deve, principalmente, pelo fato do país ter um índice de vendas de automóveis dez vezes maior que o Brasil. Com um mercado gigante e tecnologicamente mais avançado, a gestão de frotas em solo americano é encarada pelas empresas como uma área estratégica, zelando pela qualidade da informação. Lá, o gestor se preocupa com a produtividade, o que significa entender quais são os custos e como otimizá-los da melhor maneira possível.

Por outro lado, em território brasileiro o foco é mais em rastreamento do que na gestão em si. As empresas consideram tecnologias e soluções como custos e não investimentos, o que impacta consideravelmente no desenvolvimento do mercado. Por isso, vemos o grande consumo de dispositivos menos avançados e de baixo custo, gerando resultados pouco efetivos. Além disso, um grande desafio: a falta de um sistema adequado dificulta ainda mais o trabalho dos profissionais da área.

Diante desse cenário, podemos traçar algumas tendências para as quais o setor brasileiro deve se atentar, se quiser avançar a passos largos:

Política de gestão de frotas: Medir, encontrar as oportunidades e atuar. O gestor de frota precisa de informações precisas para focar seu trabalho e mirar nos maiores ganhos;

Profissionalização de equipe e área logística: desenvolvimento de cursos, certificações e competências. É primordial que os profissionais estejam alinhados com a aplicação de novas tecnologias e processos de gestão mais eficientes;

Avanços tecnológicos: As empresas que vencerão são aquelas que abraçarem tecnologias de ponta mais rápido e capturarem primeiro os ganhos dessas novas tecnologias. Inteligência Artificial, manutenção preditiva e roteirização dinâmica serão os diferenciais das empresas;

Mobilidade urbana mais inteligente: conscientização dos problemas de mobilidade e bem-estar social, dessa forma aumentará a preocupação com a redução da poluição, bem como do trânsito. Além disso, haverá muito mais incentivo em ações colaborativas, visando o bem-estar da sociedade como um todo.

Esses são alguns dos pontos que descrevem frotas que estão aproveitando bem os avanços e sendo mais produtivas, pois a partir do momento em que o gestor detecta possíveis falhas e controla os custos, ele tem subsídio para aumentar a produtividade da empresa e fazer com que o nível do serviço seja aperfeiçoado.

Ao verem os seus concorrentes saindo na frente, muitas empresas decidiram adotar novas tecnologias e por isso já estão capturando ganhos em processos que eram arcaicos e que permaneceram iguais por décadas. Os setores já estão começando a se movimentar e é muito gratificante ver o impacto que estamos gerando na competitividade do Brasil e suas empresas.

*Rodrigo Mourad é sócio fundador da Cobli, startup especializada em gestão de frotas, telemetria e roteirização.

Texto Extraído:

 

20 Novembro
ARTIGO
Os Drones Vão Ganhar Força Na Indústria
Por Jesse Barbosa

Com aprovação da ANAC para uso dos Drones para fins comerciais, monitorar equipamentos e ativos industriais pode se tornar uma tarefa simples com tecnologias certas